Ministério da Economia e Enap vão premiar municípios empreendedores

04/07/2022 - Postado por Eugênio Menezes 30

Prêmio Cidades Empreendedoras tem inscrições abertas até setembro, buscando estimular o ecossistema de empreendedorismo no país

Os municípios que se destacam pelo empreendedorismo podem receber uma premiação pelas ações na área para incentivar novas práticas pelo país. É esse o objetivo do Prêmio Cidades Empreendedoras, iniciativa da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e da Subsecretaria de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato (Sempe), do Ministério da Economia.

As inscrições foram abertas em junho e vão até setembro. O concurso busca estimular a geração de empreendedorismo de órgãos públicos. As premiações totalizam R$ 750 mil, sendo R$ 250 mil para cada uma das três categorias estabelecidas. Concorrem em níveis diferentes os municípios de 101 mil a 285 mil habitantes, os municípios de 51 mil a 100 mil habitantes e os municípios com até 50 mil habitantes.

“A ideia do prêmio é identificar e reconhecer iniciativas que têm como objetivo estimular o ecossistema de empreendedorismo em cidades menores. Podem participar do prêmio prefeituras municipais e entidades sem fins lucrativos de municípios nessas três categorias”, explica a coordenadora de Inovação da Enap, Camila Medeiros.

A iniciativa é um desdobramento de outra ação recente da Escola Nacional de Administração Pública, o Índice de Cidades Empreendedoras (ICE). O levantamento analisou as cidades com melhores ambientes de negócios para empresas, entre as 100 mais populosas do Brasil. “O estudo gerou um poderoso acervo para entender quais aspectos dos municípios contemplados devem ser valorizados e quais precisam ser melhorados, além de trazer ao conhecimento público as iniciativas de cidades menores”, divulgou a Enap.

A equipe de cada iniciativa inscrita pode ser composta por, no mínimo, dois e no máximo 20 colaboradores. Para concorrer ao prêmio, as prefeituras devem contemplar ao menos um dos seguintes temas:

Ambiente regulatório;

Infraestrutura;

Mercado;

Acesso ao capital;

Inovação;

Capital humano e

Cultura empreendedora.

Fonte: Brasil 61

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.