Boletim epidemiológico desta segunda em Pernambuco

14/07/2020 - Postado por Eugênio Menezes 26



A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta segunda-feira (13.07), 431 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 315 (73%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 116 (27%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 72.901 casos já confirmados, sendo 21.203 graves e 51.698 leves. Além disso, o boletim de hoje registra um total de 51.095 pessoas recuperadas da doença. Desse total, 10.661 são de casos graves, que demandaram leitos no sistema de saúde, e 40.434 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 181 municípios pernambucanos (tabela 1), além do arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 57 óbitos (sendo 40 do sexo masculino e 17 do sexo feminino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Abreu e Lima (1), Agrestina (3), Água Preta (1), Araripina (1), Barreiros (1), Bezerros (1), Bonito (1), Cabo de Santo Agostinho (3), Camaragibe (4), Caruaru (1), Gravatá (1), Igarassu (2), Ipubi (1), Jaboatão dos Guararapes (9), Macaparana (1), Olinda (6), Paudalho (2), Paulista (5), Recife (6), Santa Cruz do Capibaribe (3), São Lourenço da Mata (2), Surubim (1) e Toritama (1). Com isso, o Estado totaliza 5.652 mortes pela doença.

As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 7 de abril e 12 de julho. Do total de mortes do informe de hoje, 39 (68%) ocorreram de 07/04 a 09/07. As outras 18 (32%) ocorreram nos últimos 3 dias. Os pacientes tinham idades entre 19 e 91 anos. As faixas etárias são: 10 a 19 (1), 30 a 39 (1), 40 a 49 (2), 50 a 59 (10), 60 a 69 (13), 70 a 79 (16), 80 anos ou mais (14).

Dos 57 pacientes que vieram a óbito, 43 apresentavam comorbidades confirmadas: hipertensão (30), diabetes (21), doença cardiovascular (21), doença renal (6), obesidade (4), câncer (3), doença respiratória (2), epilepsia (1), doença neurológica (1), doença pulmonar (1), anorexia (1), tabagismo (1), doença de Parkinson (1) e imunossupressão (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Quatro não tinham comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 17.207 casos foram confirmados e 22.593 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.