Retrato Social: ensaio fotográfico captura amor de mães e filhos acolhidos pela assistência social de Petrolina

03/05/2021 - Postado por Eugênio Menezes 9

Cenário de muitos encontros familiares, o Parque Municipal de Petrolina foi o local escolhido para um ensaio fotográfico marcado pelo amor entre mães e filhos. O sonho antes inacessível para muitas mães, virou realidade para famílias assistidas pela assistência social que puderam demonstrar em fotos, todo o carinho e dedicação que têm com seus filhos.

O ensaio faz parte do projeto ‘Retrato Social’, idealizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (Sedesdh). Numa parceria que envolve cabeleireiros, maquiadores e fotógrafos voluntários, a secretaria pretende oferecer às famílias assistidas a oportunidade de participar de um ensaio fotográfico profissional.

A gestora da pasta, Gláucia Andrade, explica que a ideia surgiu ao ouvir um relato de uma mãe que contou sua tristeza por nunca ter registrado fotos com seu filho. “É um projeto de coração para coração. A assistência social vai além da prestação de serviços essenciais e nós trabalhamos não só para buscar a garantia de direitos básicos, mas acima de tudo para fortalecer estes vínculos familiares que muitas vezes se perdem em meio às dificuldades”, disse.

Grávida de oito meses, Janaína Gomes, foi a primeira a participar do projeto e conta como especial foi o momento. “Meu filho completou um ano há pouco tempo, eu não tive como fazer umas fotos com ele. Agora grávida, também não ia poder fazer porque meu marido está desempregado, então, pra mim isso aqui foi muito especial mesmo”, disse.

Voluntariado: A primeira sessão de fotos aconteceu no último sábado (1º) e contou com o trabalho voluntário dos fotógrafos Jonas Santos e Aldo Bernardis além de voluntários do Instituto Embelleze. A intenção é que o projeto seja contínuo para permitir que mais famílias tenham acesso às fotografias profissionais e assim possam fortalecer, ainda mais, os vínculos familiares.

O fotógrafo Jonas Santos fala que a experiência da fotografia vai além das imagens. “Enquanto profissional, tenho uma preocupação constante em buscar a democratização da fotografia, pois acredito que essa expressão artística pode ser utilizada para fortalecer os vínculos familiares. A fotografia só desempenha o seu papel, que é o de eternizar momentos e sentimentos, quando alcança um maior número de pessoas, em suas mais diferentes classes e contextos sociais. Além de eternizar boas lembranças para estas famílias que passam por um momento de tanta dificuldade na pandemia”, revela. Os próximos voluntários que desejem participar do projeto podem se inscrever através do Transforma Petrolina no site www.transformapetrolina.com.br.

Texto: Magnólia Costa – Assessora de Comunicação da Armup

Monyk Arcanjo – Coordenadora de Comunicação PMP

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.