Boletim da Covid-19 desta sexta-feira (07/05/21) em Pernambuco

08/05/2021 - Postado por Eugênio Menezes 17

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (07/05), 2.763 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 106 (4%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.657 (96%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 420.766 casos confirmados da doença, sendo 41.233 graves e 379.533 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

 

Além disso, o boletim registra um total de 357.854 pacientes recuperados da doença. Destes, 24.130 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 333.724 eram casos leves.

 

Também foram confirmados laboratorialmente 49 novos óbitos (25 femininos e 24 masculinos), ocorridos entre os dias 01/07/2020 e 06/05/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Abreu e Lima (1), Araripina (1), Barreiros (2), Camaragibe (2), Camutanga (1), Escada (1), Garanhuns (1), Gravatá (1), Jaboatão dos Guararapes (10), Lagoa Grande (1), Olinda (5), Orocó (1), Paudalho (2), Paulista (1), Petrolina (1), Recife (13), Salgueiro (1), São Lourenço da Mata (1), Serra Talhada (1), Taquaritinga do Norte (1) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 14.434 mortes pela doença.

 

Os pacientes tinham idades entre 45 e 94 anos. As faixas etárias são: 40 a 49 (2), 50 a 59 (9), 60 a 69 (11), 70 a 79 (15), 80 ou mais (12). Do total, 41 tinham doenças preexistentes: doença cardiovascular (28), diabetes (24), hipertensão (12), doença respiratória (7), obesidade (6), tabagismo/histórico de tabagismo (6), doença renal (5), histórico de AVC (2), câncer (1), doença de Alzheimer (1) e doença neurológica (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um paciente não tinha comorbidades relatadas e os demais seguem em investigação.

 

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 28.791 casos foram confirmados e 50.047 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

 

VACINAS ENTREGUES – Começou às 5h e acabou por volta das 13h desta sexta-feira (07/05) a operação logística da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) para entrega das vacinas contra a Covid-19 para todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres). Nas Geres, as doses ficam à disposição para a retirada pelos municípios. Esse novo lote, com 165.100 doses da vacina da Astrazeneca/Fiocruz, chegou ao Estado na tarde da última quinta (06/05).

 

Além da primeira dose para o grupo de comorbidades, que inclui também gestantes e puérperas com comorbidades e pessoas com deficiência cadastradas no BPC, o Ministério da Saúde (MS) realizou ajustes na pauta de distribuição e formalizou nesta madrugada que deveria ser separado um quantitativo também para as segundas doses, destinadas em Pernambuco para idosos entre 80 e 84 anos e povos e comunidades quilombolas tradicionais.

 

Com mais essa chegada, somam-se 3.095.180 vacinas contra a Covid-19 recebidas em Pernambuco, sendo 1.789.560 da Coronavac/Butantan, 1.288.070 da Astrazeneca/Fiocruz e 17.550 da Pfizer/BioNTech. Já estão sendo imunizados nesta campanha todos os idosos a partir dos 60 anos, idosos e pessoas com deficiência abrigados em instituições, população indígena aldeada, povos e comunidades quilombolas tradicionais, trabalhadores de saúde, trabalhadores de forças de segurança e salvamento, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC.

 

BALANÇO DA VACINAÇÃO – Pernambuco já aplicou 2.181.457 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 1.457.013 foram primeiras doses. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 244.568 trabalhadores de saúde; 25.073 povos indígenas aldeados; 37.423 em comunidades quilombolas; 6.424 idosos em Instituições de Longa Permanência; 532.803 idosos de 60 a 69 anos; 389.754 idosos de 70 a 79 anos; 102.601 idosos de 80 a 84 anos; 88.844 idosos a partir de 85 anos; 1.281 pessoas com deficiência institucionalizadas; 6.277 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; 19.520 pessoas com comorbidades; 208 pessoas com deficiência permanente; 2.237 gestantes e puérperas.

 

Em relação à segunda dose, já foram beneficiados 201.869 trabalhadores de saúde; 24.716 povos indígenas aldeados; 47 em comunidades quilombolas; 4.766 idosos institucionalizados; 139.655 idosos de 60 a 69 anos; 265.858 idosos de 70 a 79 anos; 43.899 idosos de 80 a 84 anos; 42.534 idosos a partir de 85 anos, além de 1.100 pessoas com deficiência institucionalizadas; totalizando 724.444 pessoas que já finalizaram o esquema.

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.