Cais do Sertão aposta em acessibilidade para a Semana do Patrimônio Cultural

04/08/2022 - Postado por Eugênio Menezes 20

Atividades do museu serão diferenciadas durante todo o mês de agosto.

O Centro Cultural Cais do Sertão tem se mostrado atento às mudanças sociais e às transformações culturais. Mensalmente, o museu traz atividades lúdicas, inclusivas e de imersão à cultura nordestina. Neste mês de agosto, não seria diferente. O equipamento adapta a sua programação para a 15ª edição da Semana do Patrimônio Cultural, que este ano acontece entre os dias 11 e 19 de agosto, e para a Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, que vai de 21 a 28 de agosto.

Dando continuidade ao universo lúdico tão bem explorado durante as férias de julho, o projeto “Um Cais de Histórias”, do grupo Tapete Voador, apresenta mais personagens emblemáticos do folclore nordestino neste mês. Dessa vez, a atividade foca nas crianças com deficiência auditiva e intelectual e acontecerá nas duas primeiras terças-feiras de agosto, nos dias 2 e 9, no Todo Gonzaga, a partir das 14h30. Para participar da ação, pais e responsáveis devem solicitar pulseira que será entregue meia hora antes do espetáculo pela produção do evento.

Na Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, que este ano figura em sua 15ª edição, o Cais propõe imersão, dessa vez com mediação por meio da linguagem de sinais e audiodescrição, ao acervo da exposição Japonésia, composta por 74 fotografias de Naoki Ishikawa, na qual o artista retrata o cotidiano das ilhas próximas ao Monte Fuji. A mostra poderá ser vista na Sala São Francisco. As ações atenderão ao público com deficiência intelectual, visual e pessoas com Síndrome de Down, e acontecerão nos dias 11, 12, 17 e 19 de agosto, das 14 às 17h. Os visitantes devem acessar a atividade pelo módulo Sul.

Além da Japonésia haverá ainda uma imersão ao acervo do museu. A atividade, que também será realizada por meio da audiodescrição, permite que os participantes tenham a oportunidade de conhecer a fachada do museu, a Praça do Juazeiro, a Vitrine Joias da Coroa – que exibe os gibões de Luiz Gonzaga -, além de fazer a experimentação acessível das peças, das maquetes e do busto do Rei do Baião. A técnica de experimentação tátil inclui também o mapa da bacia hidrográfica do Rio São Francisco e a Sala Sertão Mundo.

SEMANA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA – Na Semana da Pessoa com Deficiência, que este ano discute o tema “Superar barreiras para garantir inclusão”, o Cais recebe, no vão livre, a sétima edição da mostra de cinema “VerOuvindo: festival de filmes com acessibilidade comunicacional do Recife”. Dentro da programação, haverá, no dia 26 de agosto, a exibição de dois episódios de uma série acessível “Destinos da Fé”, com Libras, audiodescrição e legendas. Ao longo dos episódios, a produção aborda a diversidade religiosa no Brasil de forma poética.  Além da exibição, haverá mediações  com audiodescrição e linguagem de sinais no acervo da exposição Japonésia e no museu. As ações vão acontecer das 14 às 17h, com gratuidade para o público.

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.