Major da Polícia Militar de Pernambuco morre vítima de tiro acidental, em Brasília

23/11/2022 - Postado por Eugênio Menezes 9

Na terça-feira (22), o major da Polícia Militar de Pernambuco, Francisco Alexandre Bezerra da Silva, de 38 anos, morreu enquanto participava, em Brasília, do 2º Curso de Segurança e Proteção de Autoridades, promovido pela Força Nacional de Segurança Pública (FNSP). Ele foi vítima de um tiro acidental na cabeça.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS), enquanto o major participava do evento, foi atingido por um tiro disparado por um integrante da Força Nacional, que estava em outra sala.

O projétil, no entanto, transfixou a divisória das salas e atingiu o major Alexandre, que foi socorrido para o Hospital Regional do Gama, mas, infelizmente, não resistiu ao grave ferimento na cabeça”, afirmou a SDS em nota.

O autor do disparo acidental foi encaminhado para a 14ª Delegacia de Polícia, no Gama, que está conduzindo as investigações. Ainda na noite de terça, uma aeronave realizou o translado do corpo para o Recife, onde haverá um funeral com honras militares.

Em nota, a SDS lamentou o falecimento do policial militar e prestou condolências aos familiares. O major Alexandre era casado e não tinha filhos.

Major Alexandre foi um profissional extremamente qualificado, dedicado e um companheiro de trabalho querido, conquistando admiração e amigos por onde passou. Sua trágica e prematura morte enluta todos os que fazem a segurança pública em Pernambuco. Transmitimos nossos sentimentos à sua esposa, Jaqueline, representando demais familiares e entes queridos”, destacou.

Em suas redes sociais, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, expressou seus sentimentos à familia e aos amigos do major. “Quero expressar meu pesar pelo falecimento do Major da Polícia Militar de Pernambuco, Francisco Alexandre Bezerra da Silva. O Major Alexandre foi atingido por um disparo acidental enquanto participava de um curso de aprimoramento em Brasília. Minha solidariedade à família e aos amigos desse profissional exemplar“, pontuou.

O secretário de Defesa Social de Pernambuco, Humberto Freire, participava do Conselho Nacional de Secretários de Segurança Pública (Consesp), também em Brasília, quando soube do ocorrido. Ele se dirigiu à unidade hospitalar ao qual o major tinha sido encaminhado. O gestor “acompanha junto ao Ministério da Justiça e Segurança Pública e à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, os procedimentos cabíveis”.

Vinte anos de corporação

Em 15 de março de 2002, o major Alexandre ingressou na Polícia Militar de Pernambuco e passou 20 anos na corporação. Serviu à PMPE e à população pernambucana pela Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas), 1º BIEsp – Batalhão Integrado Especializado (Caruaru), 2º BIEsp (Petrolina) e BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais).

Conseguiu feito de poucos ao concluir, em 2009, o 8º Curso de Operações Policiais Especiais, tornando-se um “Caveira”. Chegou à SDS em fevereiro de 2020, onde desde então vinha exercendo a função de Ajudante de Ordem”, acrescentou a secretaria em nota.

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.