Ao lado de Dr. Marcones e Dr. Edilton, Danilo Cabral anuncia financiamento para parque de energia solar em Salgueiro

05/12/2023 - Postado por Eugênio Menezes 22

O Sertão pernambucano ganhará um novo complexo de geração de energia solar fotovoltaica. Com financiamento da Sudene de R$ 114 milhões, através do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), será construído o parque Serrita II. O investimento total será de R$ 196 milhões.

Esse é um empreendimento importante para a região por trazer mais desenvolvimento e oportunidades. A transição energética já é uma realidade e o Nordeste lidera esse processo, gerando 83% da energia renovável do país. Salgueiro passa a fazer parte desse processo a parir da instalação da usina”, afirmou o superintendente Danilo Cabral em visita ao local onde está localizado o parque de energia solar nesta terça-feira (5). Ele estava acompanhado por representantes da empresa, pelo prefeito do município, Marcones Sá, vice-prefeito Dr.Edilton, além de vereadores.

O Serrita II faz parte do Complexo Serrita junto com o Serrita I, instalados no Sítio Marrecas. Os dois parques começaram a ser construídos em agosto e somam um investimentos de R$ 392 milhões da empresa Enerfin Brasil, integrante do grupo espanhol Elecnor. O complexo é o primeiro de energia solar da empresa no Brasil e terá capacidade instalada de 60MW para geração de energia elétrica de fonte solar – 30 MW para cada parque. A energia produzida pelo projeto tem o objetivo de atender o consumo de 52 unidades consumidoras do Estado de Pernambuco, através de uma parceria público-privada, com um consumo mensal médio de 9.303.866,07 kWh/mês.

De a acordo com o gerente do projeto, Ranier Messias, as placas solares começam a chegar em fevereiro e os equipamentos para a subestação, em abril. Esta subestação será interligada com a rede dá Neoenergia, que possa a 800 maestro de distância do local do empreendimento. “Temos a expectativa de começar a produzir energia em dezembro de 2024”, disse.

A comercialização da energia foi feita por meio de leilão, realizado em agosto do ano passado, para parceria público-privada (PPP) na modalidade concessão administrativa para construção, operação manutenção e gestão de usina de autoprodução de energia renovável e compra de energia através do ACL. A expectativa do Governo de Pernambuco é ter uma redução de ate 25% no custo da energia ao longo dos próximos anos. Entre os órgãos que serão atendidos, estão as sedes das secretarias estaduais e unidades da administração indireta.

A receita do Projeto se dará pela contraprestação da concessão de 30 anos paga pelo Governo de Pernambuco, além das receitas acessórias advindas da venda do excedente de energia gerada pela usina. O valor da contraprestação mensal referente ao arrendamento é de R$ 2.428.309,25 (data base ago/22), equivalente ao valor de R$ 261,00 MW/h. O consumo contratado representa aproximadamente 75,3% da energia a ser produzida pelo Projeto.

O Grupo Elecnor é um dos principais grupos independentes da Espanha focado no empreendimento e gestão integral de projetos nas áreas de geração de energia, eletricidade, instalações, gás, telecomunicações, ferrovias, meio ambiente, água, operação e manutenção e construção. No Brasil, através das suas filiais, Enerfin do Brasil Sociedade de Energia Ltda., Elecnor do Brasil Ltda. e Celeo Redes, está presente nos setores de eletricidade através de filiais de transmissão e energia eólica e solar, telecomunicações, tecnologia da informação e gás. Atualmente, a Enerfin do Brasil administra e gerencia cinco SPEs no Sul e quatro SPEs no Nordeste que, por sua vez, possuem 17 parques eólicos em funcionamento no total.

O FDNE é um fundo que tem como objetivo assegurar recursos para a realização de investimentos nos 11 estados da área de atuação da Sudene, em infraestrutura e serviços públicos e em empreendimentos produtivos com grande capacidade germinativa de novos negócios e novas atividades produtivas. É destinado a empreendimentos de interesse de pessoas jurídicas que venham a ser implantados, ampliados, modernizados ou diversificados que estão sob a abrangência da Sudene. Para 2023, o FDNE tem um total de 1,5 bilhão para investimentos.

Ascom – Prefeitura de Salgueiro

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.