Bolsonaro tem 24% em São Paulo e em Minas Gerais; Alckmin só vai a 15% e 9%

14/09/2018 - Postado por Eugênio Menezes

Pesquisas do DataPoder360 em São Paulo e em Minas Gerais registram de maneira minuciosa as dificuldades enfrentadas pelo candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin. Ele tem pontuação baixa nos 2 maiores colégios eleitorais, seu voto é pouco consistente e o maior adversário, Jair Bolsonaro (PSL), tem apoios cada vez mais cristalizados entre paulistas e mineiros.

 

Os Estados de São Paulo e de Minas Gerais são redutos históricos do PSDB. A expectativa tucana era a de que o partido pudesse ter vitórias nas disputas pelos governos locais e para presidente nessas localidades.

 

São Paulo é o Estado natal de Alckmin. Tem 33.040.411 eleitores. Isso equivale a 22,4% do total do país. O PSDB governou o Estado por mais de 20 anos. Além disso, tem 1 candidato competitivo concorrendo ao Palácio dos Bandeirantes, João Doria.

 

O Estado de Minas Gerais já foi comandado algumas vezes pelo PSDB. Tem 15.700.966 eleitores (10,7% do Brasil). O favorito nesta disputa para ganhar o Palácio da Liberdade é o tucano Antonio Anastasia.

 

Juntos, os eleitorados paulista e mineiro equivalem a 33,1% dos brasileiros que vão escolher o próximo presidente da República. Em teoria, esse terreno seria muito favorável para Geraldo Alckmin –que não tem ido bem no Nordeste nem no Sul, outras regiões com grandes eleitorados.

 

Faltam pouco mais de 3 semanas para a eleição de 7 de outubro. Alckmin está muito atrás em São Paulo e em Minas Gerais. Tem 15% de intenção de votos entre paulistas. E meros 9% entre mineiros.

 

O pior para o tucano é que Jair Bolsonaro, que disputa o mesmo eleitor conservador desejado por Alckmin, tem 24% tanto em São Paulo como em Minas Gerais.

 

Eis os números gerais de intenção de voto nas pesquisas realizadas em São Paulo e em Minas Gerais de 9 a 11 de setembro, com 3.000 entrevistas em cada Estado e margem de erro de 2 pontos percentuais:

 

 

Fonte: Didi Galvão 

Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.